• marluce lima

Noite Cultural - Dublin 2018

Setembro, um mês ameno e temperado que levou milhares de pessoas às ruas de Dublin para pegar um pouco de arte fresca.

Em seu décimo terceiro ano, a Noite Cultural aconteceu na sexta-feira, dia 21. O evento cultural nacional recebeu cerca de 400.000 pessoas de toda a ilha. As pessoas foram encorajadas a visitar museus, galerias, espaços culturais, bibliotecas e centros públicos.

A Noite da Cultura promove e celebra a cultura, a criatividade e as artes. É uma noite para ver, tocar, ouvir e provar arte, ciência, teatro, dança, música, literatura, poesia e muitas outras atividades e entretenimento gratuitos. Esta noite é uma ótima razão para as pessoas experimentarem e criarem um senso de comunidade ou pertencimento. Também permite que as pessoas adquiram o hábito de apoiar e visitar locais culturais com mais frequência.

Entre centenas de eventos, nossa escolha foi na direção do centro da cidade, atravessando o rio, indo para o lado norte. Em uma área geralmente movimentada, esta noite estava ainda mais movimentada. Os trens passando em frente de nós, deixando as pessoas, com suas expectativas e planos a cada abertura da porta. Então, bem na frente da Abbey, a Estação Luas era o nosso ponto de contato, do lado de fora de uma velha porta preta.

Então chegamos lá e subimos as escadas estreitas, decoradas com balões coloridos. Depois de algumas respirações profundas chegamos ao terceiro andar. Juliana Menezes, professora de língua portuguesa e fundadora do centro, estava lá esperando por nós e por todos os visitantes com abraços calorosos e cafezinho.

Todas a multidão e barulho constante do trem foram deixados para trás como parte da cena de fundo. Dentro das janelas, a atmosfera do centro da língua Portuguesa era tão acolhedora e confortável quanto a de um lar. O vinil tocando alguma Bossa Nova brasileira prometia uma agradável noite lusófona.

Foi um evento para descobrir e lembrar o gosto do Brasil e de Portugal, para ouvir as diferenças e semelhanças da mesma língua e formas de falar.

O evento promoveu uma exposição de Angola e muitos outros países de língua portuguesa, informações culturais e curiosas. Este também foi um evento para conversar em Português-Inglês e usar a fonética e sons dessa língua.

Famílias, professores, alunos e potenciais alunos experimentaram e desfrutaram das leituras. Todos nós lemos, todos nós escutamos, nos deliciamos com a performance de Chris Campos e a poesia de Rafael Mendes, Juliana e Lia. Fernando e Clarice também estavam lá, encarnados em todos nós. A adorável voz de Kamilla trouxe Raul Seixas de volta à vida, seguida de mais apresentações, poesia e muito mais poesia.

Esta foi uma oportunidade maravilhosa para o projeto Italics Poetry apresentar os vídeos bilíngües aos estudantes e convidados para esta noite cultural.

Assista o vídeo para conferir um pouco do que aconteceu e, se quiser ver os vídeos bilíngües feitos especialmente para essa noite, acesse a playlist “Videos bilíngues” no canal.





#artistasemdublin #portugueselanguagecentre #culturenight #culturenightdublin #culturenight2018 #resenha #brasileirosemdublin #linguaportuguesa #lusofono

0 views
  • Branca Ícone do Flickr
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Ícone do Instagram Branco
  • Ícone do Youtube Branco

made with love & poetry