• marluce lima

mudança

dos antigos devaneios

É difícil mudar. Eu sei.

Aquela poltrona no canto da sala da minha casa, iluminada com o pequeno abajur desenhada pela silhueta do corpo cansado é um refugio. É difícil sair daquele lugar de aconchego e conforto para desbravar os outros cômodos. Assusta o que encontrar na jornada, assusta o desconhecido do tempo lá de fora, o medo interrompe a caminhada. A TV ligada no mesmo canal há horas, dias, há tempos. É como se estivesse machucando os nossos canais. O que envia. O que recebe. Em nossas células causa dor. E a dor toma cor. E ela tende a dominar a programação. Todas aquelas informações repassadas as suas redes dão as ordens ao controle. Remoto. As vezes é difícil trocar de canal. Eu sei.

Mas quando a consciência toma o controle, o vicio é reprimido. Abre-se espaço para liberar toxinas e impurezas armazenadas.

Quando se limpa a casa, muda a poltrona de lugar ou a elimina da sua sala, pode gerar uma confusão mental, como se você não soubesse mais a que lugar pertence e quem você é.

São poucos os que se atrevem a entrar nessa mudança.

A liberdade, a qual todos buscam, assusta.

A poltrona não será mais a mesma. A adaptação será outra. E será maior. Porém será apenas o inicio das próximas.

Uma vez que você muda, não há como voltar atrás.

(Ainda bem)



#mudanca #mudar #viajar #deixarir #deixeir #mude #transforme #poesia #mundo




0 views
  • Branca Ícone do Flickr
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Ícone do Instagram Branco
  • Ícone do Youtube Branco

made with love & poetry