• marluce lima

ano novo



Olhos se fecham e quem apagará aquelas luzes?

Luzes que iluminam este lado. Iluminam as pupilas exaustas.


Viver enfurnada em um mundo de luzes diferentes me faz repensar. Tem contas que saem caras. Existem escuros inocentes... escuros que optamos, e escuros que insistem.

No entanto, quanto às luzes, elas em si nem insistem tanto. Às vezes e na maioria das vezes, elas existem apenas, sem precisar chamar ninguém. Não nos faz escolher entre elas ou o escuro. O escuro não tem vez mais em nossa vida. É sempre tanta luz que escapa pela fresta da cortina...e fica difícil descansar os olhos no escuro. (Ainda é ano novo, percebeu?)




Janeiro de dois mil e dezenove

São Paulo

  • SoundCloud - Círculo Branco
  • Branca Ícone do Flickr
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Ícone do Youtube Branco

made with love & poetry